Navegador



Balance 
Militar de
América
del Sur 2017
:

Presentación
Prólogo
Comentario
Adelanto
Adquisición

Buscador

Investigaciones sobre Defensa

        RESEÑAS

Los valores del Martín Fierro 

La tragedia de los rugbiers de Villa Gesell que bien puede calificarse como "homicidio en banda", es cuestionada por nuestro poema nacional.

Martin_fierro_1894_1.jpg

 

Reseñas anteriores:

Parar la pelota. 

Perón íntimo

Julio Argentino Roca. Un lugar incómodo en el pensamiento nacional 

 

Suscripción a newsletter

Si desea recibir nuestro newsletter, por favor ingrese sus datos.
 
Inicio

Brasil: Los desafíos para 2011 PDF Imprimir E-Mail

Sep-14-10 - por Murillo de Aragão

O exame da conjuntura brasileira em 2011 revela uma complexa agenda para o futuro presidente. O temário envolve vários aspectos críticos do funcionamento do país: infraestrutura, mão de obra, ajuste fiscal, legislação trabalhista e previdenciária, BNDES, carga tributária, segurança e saúde pública.

Com o crescimento do país, teme-se que a estrutura de aeroportos, portos e rodovias não aguente o aumento da demanda. Alguns portos, por questões de administração, estão sofrendo intervenção federal. Em São Paulo, eles estão trabalhando no limite, e em outros estados também podem passar a apresentar sérios problemas. O desafio no âmbito da infraestrutura será o de avançar com as obras em andamento no PAC e evitar o temido “apagão” logístico.

No que se refere a emprego, o problema é a escassez de mão de obra especializada. O fenômeno já ocorre em alguns setores da atividade econômica e em regiões diversas. Somente o segmento automobilístico deverá empregar, em São Paulo, mais de 50 mil trabalhadores até 2012. A importação de mão de obra qualificada já é uma realidade e tende a aumentar.

No campo das finanças públicas, há duas vertentes. Uma questão é a crônica necessidade de se fazer mais uma reforma do sistema previdenciário. Dessa feita, para quem nasceu depois de 1990. O debate está ainda em fase embrionária mas deve vir à tona em 2011.  Outra questão fiscal refere-se à necessidade de o Brasil começar a fazer superávit nominal, ao invés de superávit primário. O superávit nominal implicaria o estabelecimento de metas de gastos inferiores à expansão do PIB e das receitas tributárias. A medida, que seria um poderoso sinalizador de credibilidade econômica, enfrenta resistências. Mas é seriamente considerada. 

Ainda no campo da política econômica, a política cambial segue em debate. Para os setores exportadores, a apreciação do Real é insuportável. Para outros setores, a manutenção de reservas altas custa muito. A criação do Eximbank, como subsidiário do BNDES, atende em parte aos anseios dos exportadores, porém, não resolve a questão do valor do Real diante de outras moedas.

No âmbito trabalhista, existem pelo menos duas questões pendentes: a redução da jornada de trabalho de 44 para 40 horas semanais e a redução do custo tributário da folha salarial. Obviamente, a primeira é de grande interesse dos sindicatos de trabalhadores, que vão atuar para aprovar a proposta no Congresso Nacional no ano que vem.

Na esfera legislativa e regulatória, vale destacar alguns temas em andamento, entre outros: a regulamentação do Cade, as novas regras para as agências reguladoras, as regras para a convergência digital da televisão aberta, da TV por assinatura e da internet, as regras para os cartões de crédito, o marco regulatório da internet e, ainda, o debate inicial sobre o novo marco regulatório para as concessões de rádio e televisão.

Finalmente, além de todos os desafios pontuais que mencionei, o maior de todos será manter a economia funcionando bem e em crescimento nos próximos anos, como todos esperam. E, sobretudo, conservando os bons resultados de distribuição de renda e inclusão social.

 

 
Documentos del CENM
¡nuevo!

Una visión de largo plazo:
Análisis del documento “Tendencias globales 2035” del Consejo de Inteligencia de los EEUU

ACTUALIDAD

      ELECCIONES 2019

SITIOS WEB RELACIONADOS !! (NUEVO) 

WEB ACADEMIA NACIONAL DE CIENCIAS MORALES Y POLÍTICAS

     WEB SITIO "ROCA HOY"      

  

SECCIONES

ARGENTINA

BOLIVIA
BRASIL

CHILE

COLOMBIA
COYUNTURA
CUBA
DEFENSA
EL SALVADOR
EVOLUCION SOCIOPOLITICA
HONDURAS
IBEROAMERICA
INTERNACIONAL
LAS AMERICAS
LATINOAMERICA

MEXICO

MUNDO
NICARAGUA
OPINION PUBLICA
PARAGUAY

PERU

URUGUAY

VENEZUELA

Opinion Publica Indicadores de opinion publica de Argentina Indicadores de opinion publica de Argentina Indicadores de opinion publica de America Latina

Archivo historico banner_cp.jpg


Indicadores