Brasil: Efecto Marina desarticula a opositores
Ago-28-14 - por Murillo de Aragão
O meteórico sucesso de Marina Silva é estonteante. Mal a semana começou e ela já ia bem nas pesquisas, no debate dos presidenciáveis e no Jornal Nacional. Tudo isso sem grandes anúncios e sem preencher aqueles três ou quatro pré-requisitos de uma campanha presidencial – não tem muito tempo de TV, arrecada pouco, não tem uma forte estrutura partidária. Mas sobra carisma. A cada novo resultado de pesquisa surgem meia dúzia de novas revelações sobre a natureza do “voto Marina”. A soma disso tudo aponta para uma candidata que preenche tantas medidas que desestabilizou os adversários. Na sabatina do Estadão, Aécio Neves começou a bater na candidata do PSB com mais força. “Ouvi recentemente o Gianetti (conselheiro econômico de Marina) dizer que a Marina gostaria de governar com o apoio do Lula e do Fernando Henrique. Mas em que direção? Na da estabilidade ou na do mensalão?”.
 
A presidente Dilma Rousseff se reuniu à noite com o chamado Conselho Político, que agrega nove partidos da base aliada, para traçar nova estratégia para a campanha eleitoral diante do crescimento de Marina Silva nas pesquisas. Dilma afirmou que não pretende mudar a estratégia de campanha, mas alguns de seus aliados acham que hora de ir para rua, mostrar mais serviço, envolver-se mais. Há muito tempo o governo e o PT não tinham essa sensação de dificuldade à frente como acontece agora.
 
Marina está 5 pontos de Dilma e ganharia no segundo turno
 
Pesquisa Ibope divulgada há pouco pelo jornal O Globo revela que a candidata do PSB à Presidência da República, Marina Silva, está em segundo lugar na disputa pela Presidência da República, com dez pontos de vantagem sobre o tucano Aécio Neves. A presidente Dilma Rousseff (PT) lidera com 34% das intenções de voto. Marina tem 29% e Aécio,19%. Na simulação de segundo turno, Marina venceria Dilma por 45% a 36%; na disputa com o tucano, a petista sairia vitoriosa por 41% a 35%.
 
A pesquisa, contratada pelo jornal “O Estado de S. Paulo” e pela TV Globo, foi realizada entre os dias 23 e 26 deste mês e ouviu 2.506 eleitores. A margem de erro é de dois pontos percentuais. No dia 18, o Datafolha divulgou a primeira pesquisa com Marina no lugar de Eduardo Campos, morto no dia 13 num acidente aéreo. No levantamento, Dilma tinha 36% das intenções de voto, Marina, 21%, e Aécio, 20%. Na simulação de segundo turno, Marina aparecia numericamente à frente da petista, com vantagem de 47% a 43%.
 
Ibope revela que Marina está tecnicamente empatada com Dilma
 
Lauro Jardim, da coluna Radar (veja.com), antecipou há pouco o resultado da pesquisa do Ibope que será divulgado oficialmente às 18 horas: Dilma Rousseff tem entre 31% e 32%, Marina entre 27% e 28% e Aécio Neves entre 18% e 20%. No segundo turno, Marina aparecerá com dois dígitos à frente de Dilma. Ou sejas, Marina está empatada tecnicamente com Dilma Rousseff no primeiro turno, considerando a margem de erro de 2%. A pesquisa foi feita pelo Ibope entre 23 e hoje. Foram entrevistados 2506 eleitores.