Navegador

Buscador

Investigaciones sobre Defensa

Suscripción a newsletter

Si desea recibir nuestro newsletter, por favor ingrese sus datos.
 
Inicio

Brasil: As bandeiras tarifárias e o temor com a inflação PDF Imprimir E-Mail
Dic-23-13 - por Murillo de Aragão

 

A Resolução Normativa nº 547 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) estabeleceu os procedimentos comerciais para a aplicação do sistema de bandeiras tarifárias.

O sistema de bandeiras tarifárias, que entra em vigor em janeiro de 2014, obriga as distribuidoras de energia a identificar em cada fatura o desenho de uma bandeirinha, que pode ser verde, amarela ou vermelha. Cada cor indica quanto o preço da energia dever subir, no mês seguinte, por causa dos gastos com térmicas. No caso da bandeira verde, não há aumento. Quando ela é amarela, a tarifa sobe R$ 1,50 para cada 100 kWh consumidos. Se a bandeira é vermelha, o acréscimo é de R$ 3.

O modelo permite o repasse do custo de energia para a fatura dos usuários mês a mês. Atualmente a tarifa só incorpora esses adicionais uma vez por ano, quando é feito o reajuste tarifário. De acordo com a própria Aneel, o sistema de bandeira tarifária era uma demanda antiga do setor elétrico.

Simulações feitas por empresas e entidades industriais estimam que, no curto prazo, o novo modelo trará aumento no preço da energia para consumidores de uma forma geral. Estudo elaborado pela Firjan em agosto diz que “a adoção do sistema de Bandeiras Tarifárias extinguirá da conta de energia as tarifas diferenciadas para o período úmido e seco, mas provocará oscilações mensais da tarifa de energia para a indústria, o que poderá impactar seus custos e levar à necessidade de adaptação de planejamento financeiro e operacional”.

Por essa razão, há forte pressão junto ao governo para que a implementação do novo modelo instituído pela Aneel seja adiada. Embora ainda não haja decisão sobre o assunto, o tema está sendo avaliado pelo governo. Há uma preocupação com o impacto da medida na inflação, especialmente em ano eleitoral.
 
 
GLOBAL TRENDS 2035
¡nuevo!


EL MUNDO EN 2035

ACTUALIDAD

ARGENTINA
El concepto de la reforma laboral

LATINOAMÉRICA
La elección de Venezuela y sus efectos políticos

INTERNACIONAL
Un mundo tenso e incierto

EVOLUCIÓN SOCIOPOLÍTICA
Balance de la conflictividad social argentina durante septiembre

DEFENSA
El debate sobre defensa y seguridad

OPINIÓN PÚBLICA
Seguimiento de intención de voto a presidente (Dic 2013 - Nov 2015)

OPINIÓN
Proyección del bicentenario de Chacabuco

SECCIONES

ARGENTINA

BOLIVIA
BRASIL

CHILE

COLOMBIA
COYUNTURA
CUBA
DEFENSA
EL SALVADOR
EVOLUCION SOCIOPOLITICA
HONDURAS
IBEROAMERICA
INTERNACIONAL
LAS AMERICAS
LATINOAMERICA

MEXICO

MUNDO
NICARAGUA
OPINION PUBLICA
PARAGUAY

PERU

URUGUAY

VENEZUELA

Opinion Publica Indicadores de opinion publica de Argentina Indicadores de opinion publica de Argentina Indicadores de opinion publica de America Latina

Archivo historico banner_cp.jpg


Indicadores